terça-feira, 29 de junho de 2010

Michelle Reid - O IDOLO DE OURO – BIANCA DUPLO – 468

ÍdoloOuro

Michelle Reid - O Idolo de Ouro

BIANCA DUPLO – 468

Como atriz, Jéssica representou a peça de seu próprio fracasso... Da janela do avião, Jéssica observou a estátua de Colosso dedicada a Hélio - o Deus do Sol - e um sorriso misterioso invadiu-lhe o rosto. O Colosso tombara diante de um terremoto que assolara a Grécia Antiga, mas não desaparecera por completo. A divindade ressucitara em sua vida sob forma humana com o nome de Alec Stedman. Alec, o seu Deus Dourado, o homem a quem entregara o coração e a vida...

Vamos lá… A Sinopse me deixou cabreira… Mas, atrevida como sou, li do mesmo jeito! E não me arrependi (graças a Alá!). Por que? Bem, todo mundo sabe que eu sou daquelas revoltadas com passividade de mocinha. Se o mocinho pisou na bola, pra mim, ele teria que escorregar num tobogã de lâminas de gillette para depois cair dentro de um tambor de álcool.

Pois bem, eis que esta autora virou minha musa. Porque ela tem “cabelo nas ventas”, por assim dizer. O mocinho pisou na bola, não foooooooi aquilo tudo de canalhice que a gente vê nos livros da Penny Jordan, Diana Palmer, Anne Mather e outras autoras (que me deixam espumando de ódio e com o coração na boca), mas ele dá um mau passo, por assim dizer, e soooooofre um cadinho. O defeito era que eu queria muito ver a parte dele arrependido, sofrendo, chorando e isso fica meio subtendido. Maaaaaaaaaaaaaaaas, de contrapartida, a mocinha sofre, levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima (óia que maravilha!). Claro que eles terminam juntos. O livro no geral, não é uma brastemp, mas é uma consul! Pela atitude da mocinha, dou nota 8 e recomendo.

Hasta la vista!^^

4 comentários :

  1. Eu Quero...

    Michelle Reid é danada de boa...

    ResponderExcluir
  2. "Se o mocinho pisou na bola, pra mim, ele teria que escorregar num tobogã de lâminas de gillette para depois cair dentro de um tambor de álcool." Depois dessa Suzana quero morrer sua amigaaaa. Adoro quando o mocinho soooooofre um cadinho.

    Suzana tenho que parar de ler as suas resenhas é sério pq tudo que tu resenha eu quero ler.

    ResponderExcluir
  3. Um romance interessante mas não posso dizer que adorei. Na minha opinião o Alec ficou na fila da arrogância e da estupidez milhares de vezes. E como todos os arrogantes que se acham a última coca cola do deserto, tornam-se cegos e não enxergam um palmo diante do nariz. Foi o que aconteceu com Alec, ele foi cretino, de caráter fraco e manipulável, isso fica claro em relação a ex-esposa! E a pergunta da mocinha foi bem pertinente, afinal ele estaria com ela até quando? Até a ex-esposa surgir novamente com as chantagens e os joguinhos de sempre? Não sei não, a maneira com que ele a abandona foi tão fria e cruel que ficam dúvidas. Alec fez a coisa com tanta certeza quando disse que iria se casar novamente com a ex-esposa porque ela precisava dele, e a mocinha não, que ela sobreviveria sem ele! Jessica merecia um homem melhor. E Alec pela sua índole deveria ficar com a ex, eles se completavam!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...