terça-feira, 6 de julho de 2010

Sonhos Realizados – Sharon Kendrick

9788576877813_G 

Quando o marido de Emma, um bilionário siciliano, soube que ela não podia ter filhos, seu casamento terminou. Porém, ao retornar à Inglaterra, Emma descobriu que um milagre havia acontecido: ela estava grávida!

Incapaz de pagar suas contas, Emma se vê forçada a pedir ajuda a Vincenzo. Agora que sabe que será pai, ele reivindicará seu herdeiro! E se a mãe de seu filho quiser permanecer com a criança, terá de voltar para ele...

Muito bem, vamos lá! Minha gente, respirei fundo para fazer a resenha desse livro e não foi fácil. Estou aqui atrasada para um compromisso, aperriada por isso, mas não posso esperar. Preciso compartilhar com vocês: JÁ!

O livro tinha TUDO para ser estupendo. Um homem lindo, apaixonado que quer uma família filhos e tudo mais. Uma mocinha que tinha potencial para ser muito, no entanto…

Como disse minha amiga Suzana Pandora umas quatro resenhas atrás: o tal chá anti-feminista contou com a presença não apenas de Penny Jordan, Anne Mather e Diana Palmer como também, escondida entre plumas e paetês estava a autora deste livro, Sharon kendrick.

De onde esta mulher tirou um homem como esse, minha gente? Egoísta, bruto, arrogante, convencido, autoritário, machista, intransigente… Querem mais adjetivos? E a mocinha? Fraca, submissa, por seu amor a ele e ao seu filho se permite ser pisada, humilhada, desprezada. Abre mão de seu amor próprio e sua independência por não conseguir se impor para um homem que ela acha que ama. Um homem que a maltrata da primeira página até a penúltima do último capítulo e inexplicavelmente se transforma em um homem perfeito no  epílogo do mesmo.

O livro é cheio de injustiças e te deixa espumando de ódio até a penúltima página. Se perguntando como um homem pode ser tão retrógrado e insensível e como uma mulher pode ser tão manipulável e masoquista. Milagres de Sharon Kendrick! Se você estiver querendo a respostas dessas duas perguntas então pode ler.

Beijos e até a próxima queridas, vou ali tomar uma àgua com açúcar depois de um livro desse.

assinatura_4

5 comentários :

  1. Gracy querida... Eu já li esse livro e ele é assim mesmo...

    Espero que a Suzana nem chegue perto dele.

    Adorei sua resenha viu!!

    Super Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha Gracy. E calma rsrs

    ResponderExcluir
  3. se a Gracy que é a gRacy não gostou imagine eu. Tem coisa se só acontece nesses romances. Onde é que na vida real o cara me largando pq eu teoricamente não poderia lhe dar filhos e depois quer tomar o bebê. Vá pra PQP.

    Nos dias de hoje qualquer mulehr com o minimo de conhecimento simplemente entraria com um processo de pensão alimentícia ou daria seu jeito e criaria a criança sozinha.

    Tem livros que forçam a barra.

    Acho que mulher não é vaca parideira. Mulher nenhuma tem obrigação de ter filho.

    ResponderExcluir
  4. Bom, vamos lá...

    Essa autora, deveria estar no minimo, doida para escrevet um livro com tal nível de submissão da "mocinha", como paciencia nunca foi minha virtude, eu jamais acabaria de ler uma historia dessa...
    Mas nossa heróina Gracy, conseguiu, kkkkkkkkkkkkk
    parabens!

    ResponderExcluir
  5. Eu comecei a ler esse livro e parei na décima página, não me empolguei de jeito nenhum, achei a mocinha fraca demais, e o mocinho, um verdadeiro vilão, não gosto de protagonistas submissas demais, as decididas são as melhores!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...