sábado, 26 de fevereiro de 2011

O Ídolo de Barro - Daphne Clair

idolobarroSinopse

Aos dezessete anos, Carissa entregou-se ao cantor Cade Fernand, seu ídolo. E nunca chorou tanto por uma atitude tão impensada. Voltou então para a Nova Zelândia e resolveu arrancar Cade de sua memória e de seu coração. Agora, sete anos depois, o destino voltava a cruzar seus caminhos, ela seria obrigada a passar duas semanas com ele, como sua secretária, num chalé à beira de um lago. O grande ídolo não se lembrava dela, claro. Mas uma mulher jamais esquece o seu primeiro amor. E Carissa o ohava, desesperada, percebendo que em seu peito pulsava uma emoção bem mais forte que o desprezo.

star2

Olha… Fazia tempo que eu não espumava de tanto ódio!!! Ídolo de barro?! Coisa nenhuma! Ídolo C-A-N-A-L-H-A!

Um iceberg é muito mais caloroso que este energúmeno. Um hipopótamo é um milhão de vezes mais delicado e um Dragão de Comodo é infinitamente menos perigoso!

Este livro tem tudo, MENOS romance. Cade é um ex-menino de rua, desestruturado e sem lar que venceu na vida como cantor, para depois perder a visão… Tudo bem, ele tem traumas e fica cego por uns tempos, mas NADA justificar que ele seja cretino, frio, arrogante, insensível e ainda bata na cara mulher que diz “amar”  sem sequer se dar ao trabalho de pedir desculpas.

E a mocinha? Ela deve ter algum parentesco com vermes feito ameba ou giárdia ou no seu código de DNA deve constar alguma cadeia que remonte a sangue de barata… Porque somente um ser sem um pingo de amor próprio é capaz de comer o pão que o inimigo amassou e ainda aceitá-lo e ficar feliz de casar com ele.

Não, realmente não deu… É INADIMISSÍVEL que uma mulher escreva um livro de uma virgem sofredora que aceita apanhar na cara. Era pra ter uma lei que proibisse violência contra as mulheres de seus parceiros em romances. Mas o que mais me ofende e choca é uma mulher escrever tal coisa! Isso me faz ficar realmente raivosa. Lembrei até de uma frase de Jack London que a minha amiga Leninha usou no post dela dias atrás que diz assim:

"O homem é o único animal que se diferencia dos demais por agredir as suas fêmeas." - Jack London

Esse Jack London sabe mais das coisas do que esta Daphne Clair. REPROVADÍSSIMO E PASSEM LONGE DESTA BOMBA!

Hasta la vista!^^

8 comentários :

  1. hahahahaha Su adorei a resenha e passarei longe com certeza.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ual........ fiquei chocada. Deve ser realmente horrível para despertar tamanha revolta.
    Não quero nem ver esse, ou outro qualquer da autora, nunca se sabe..

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Hilariante... Anotado, não quero mesmo ler um negócio desses!
    Bjos do Mix
    www.mixliterario.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, lindo o seu blog parabéns, adorei as postagens!
    Irei seguir!
    Me faça uma visitinha também. Irei adorar,vconectado.blospot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá, lindo o seu blog parabéns, adorei as postagens!
    Irei seguir!
    Me faça uma visitinha também. Irei adorar,vconectado.blogspot.com

    CORREÇÃO

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkkkkkkk. eu racho de rir com suas opiniões suzana.

    ResponderExcluir
  7. Nossa garota, nunca vi ima opinião tão brava de um livro como a sua. mas concordo contigo, acho horrível ter que ler este tipo de coisa e ver que a mulher não tomou atitude nenhuma! Bjs, Rose:D

    ResponderExcluir
  8. meu deus me perdoa porque eu adorei o livro rsrs

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...