quinta-feira, 2 de junho de 2011

Heresia–S.J Parris–@editoraarqueiro

HERESIA_1302289055P

sub_sinopse

Inglaterra, 1583: o país enfrenta um período conturbado, marcado por conspirações para derrubar a rainha Elizabeth, que é protestante. Muitos de seus súditos estão insatisfeitos com o governo e anseiam pelo retorno do país à religião católica.

Em meio a esse clima de conflitos religiosos, o monge italiano Giordano Bruno chega a Londres, tentando escapar da Inquisição, que o acusou de heresia por sua crença num Universo heliocêntrico. O filósofo, cientista e estudioso de magia logo é recrutado pelo chefe do serviço de espionagem real e enviado a Oxford.

Oficialmente, ele vai participar de um debate sobre as teorias de Copérnico, mas, em sigilo, deve se infiltrar na rede clandestina dos católicos e descobrir o que puder sobre um complô para derrubar a rainha. No entanto, quando um dos membros mais antigos de Oxford é brutalmente assassinado, a missão secreta do filósofo é desviada de seu curso.

Enquanto ele tenta desvendar o crime, outro homem é morto e Giordano Bruno se vê envolvido numa sinistra perseguição. Alguém parece estar determinado a executar uma sofisticada vingança em nome da religião. Mas, afinal, de qual religião?

À procura de pistas, o monge percorre os labirintos da biblioteca de Oxford e visita tabernas infames e livrarias misteriosas fora dos muros da universidade, chegando a lugares que ele nunca soube que existiam e fazendo descobertas que poderiam ameaçar a estabilidade da Inglaterra.

Envolvido em uma rede de intrigas e traição, ele percebe que às vezes nem mesmo os mais sábios conseguem discernir a verdade da heresia. Alguns, no entanto, estão dispostos a matar para defender suas crenças.

Baseado em fatos reais da vida de Giordano Bruno, Heresia exigiu uma pesquisa minuciosa da autora, que investigou a fundo a trajetória do monge e o contexto político e religioso da época em que ele viveu. O resultado é um suspense histórico repleto de reviravoltas surpreendentes.

sub_ficha_tecnica

Autora: S. J. Parris
Editora: Arqueiro
Tradução: Vera Ribeiro
ISBN: 8580410029
ISBN-13: 9788580410020
1ª Edição / 2011
364 Páginas

l9

"Todos queriam ser mártires por sua religião, ou assim diziam (...). Era a glória suprema (...). Que espécie de religião é essa (...), que faz os homens se apaixonarem mais pela morte do que pela vida? Onde é que fica o amor? Onde está a bondade humana?

Primeiramente me interessei em ler Heresia pelo título, pensei logo “Poxa, Heresia deve ser bem polêmico”, segundo quando vi a capa tive minha curiosidade aguçada, terceiro ao ler a sinopse e ver que se tratava de um livro que falava sobre Giordano Bruno.

Giordano BrunoGiordano Bruno, aquele nome me soou conhecido e puxei pela memória de onde tinha ouvido falar, e lembrei-me das minhas aulas de História no ensino médio, mas precisamente sobre os estudos da Idade Média e sobre a Inquisição, logo recordei-me que Giordano Bruno realmente existiu, um personagem real, que foi perseguido e condenado pela Inquisição da Igreja Católica por defender o heliocentrismo de Copérnico.

Enfim vamos a estória, esse é um livro narrado em primeira pessoa, isto é narrado pelo próprio Giordano Bruno, não sei quando a vocês, mas para mim a narração em primeira pessoa me dá um frisson maior, faz com que eu me sinta realmente parte da estória. Brilhantemente narrado em primeira pessoa, S.J. Parris nos traz uma narrativa que é um misto de realidade e fantasia o que nos faz questionar o que é verídico e o que apenas saiu da mente brilhante de Parris.

Particularmente gosto de estórias que misturam ficção e realidade e nos façam duvidar do que é real e do que é ficção, esse é o caso desse livro.  Heresia é um daquele livros que você consegue ler e visualizar em sua mente todas as cenas, até trilha sonora minha leitura teve, a minha trilha sonora foi regada a muito canto gregoriano para combinar com o pano de fundo da trama.

Talvez nos primeiros capítulos a trama demore a te prender, mas depois que te prende você não quer largar até saber o desfecho final sobre os assassinatos. Em alguns momentos me recordei de O Nome da Rosa de Humberto Eco, porque a trama tem todo aquele mistério, meio envolto num ar sombrio, com toda aquela aura medieval e também me lembra um pouco Dan Brown pelo suspense.

O jovem Bruno após fugir da Igreja para não ser queimado inicia a sua saga e em pouco anos se torna o filósofo oficial da Rainha Elizabeth, que é protestante, mas digamos que além de filósofo Giordano exerce algumas funções extras, ele também é um espião. Mas o interesse de Giordano é na verdade um misterioso livro que segundo ele crê é capaz de fazer os ser humano penetrar na mente de Deus, pois o que ele mais quer é acabar com as guerras religiosas. Porém quando Giordano vai a Oxford onde crê que achará o livro, misteriosos assassinatos começam a acontecer e vão conduzindo nossa trama.

O livro para mim foi perfeito, pois sou super fã de períodos históricos e de um bom suspense, principalmente quando envolve religião e poder.

Mas posso dizer que esse é um daqueles livros do tipo ame ou odeie.

O segundo título da série , Prophecy, foi lançado em março na Inglaterra e espero ansiosamente pelo lançamento dele aqui no Brasil pela Arqueiro, nossa parceira.

Capas Diversas de Heresia

heresia 01            heresia 02 

heresia 03            heresia 04

A Série

Giordano Bruno

1. Heresy (2010)

2. Prophecy (2011)

heresia 01      PROPHECY_1300486062P

 

ale anime

 

31twitter  @alexandrina_ufc


Chegou até aqui? Que custa deixar um comentário? Concorda, discorda, se interessa, não se interessa. Deixe aqui seu pitaco. Seu comentário é o meu combustível.

10 comentários :

  1. Adorei a resenha. Quero muuuito ler esse livro, achei muito interessante a história.. Tipo, histórias à la Dan Brown: Polêmica :D

    bjs
    www.booksemporium.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Já vi que vou gostar desse livro.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, Alê!

    Eu tô louco por esse livro, apesar de eu estar me familiarizando com esse mundo histórico mais agora, já fiquei louco por esse livro! Adorei a resenha!

    Beijão!

    Mateus Bandeira
    "Our Vices!"

    ResponderExcluir
  4. Também gosto muito de livros narrados em primeira pessoa, acho que eles passam mais emoção. O triste é que a trama demore um pouco a prender o leitor, isso infelismente vira remédio de insônia, rs. Não sou muito chegada a livros que falam de um certo período histórico, mas posso dizer que eu leria esse livro, parece ser muito bom, e a autora deve ter tido um trabalho danado estudando os fatos para que façam sentido. Devo dizer que a capa é muito linda. adorei a resenha, bjo!

    ResponderExcluir
  5. Hum...fiquei com vontade de ler o livro principalmente por ser histórico,adoro históricos de qualquer tipo.
    Quero emprestado...

    ResponderExcluir
  6. Posso estar errada, mas acho que nao vou gostar desse livro! :(
    Bjs:)

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha, gosto de livros assim, intrigantes e cheios de reviravoltas. Bjs, rose:D

    ResponderExcluir
  8. realmente intrigante e cheio de reviravoltas já tô subindo pelas paredes para que a Arqueiro publique o Profecia

    ResponderExcluir
  9. Ahh!

    Eu quero ler esse livro!
    Quero mesmo!
    =)

    Bjinhos
    Psiu!
    Silêncio Que Eu To Lendo!!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, pela capa e pelo título eu imaginava outra coisa, adorei a resenha, o livro deve ser ótimo! Eu quero muito!
    Eu acabei de ler Julieta também da Sextante/Arqueiro, e adorei por ter essas reviravoltas.

    Bjus
    Gisele

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...