domingo, 24 de julho de 2011

Anita Blake: O Cadáver que Ri–Laurell K. Hamilton–@rocco

O-cadáver-que-ri

A caçadora de vampiros e ressuscitadora de mortos Anita Blake está de volta em O cadáver que ri, de Laurell K. Hamilton. No segundo livro da série, iniciada com Prazeres malditos, ela terá que ajudar a polícia de Saint Louis a deter uma criatura misteriosa e sedenta de sangue, que invade casas e devora famílias inteiras. Paralelamente, precisará usar o máximo de suas habilidades para escapar de uma poderosa sacerdotisa vodu e de um milionário vingativo. A sensual protagonista criada por Hamilton, principal nome da literatura gótica e sobrenatural da atualidade, já seduziu mais de seis milhões de fãs em todo o mundo, foi traduzida para 16 países e ganhou adaptação para o formato graphic novel pela principal editora de quadrinhos do mundo, a Marvel Comics.

Logo no início da trama, Anita e seu chefe, Bert Vaughn, visitam Harold Gaynor, um cliente em potencial da Ressuscitadores, Inc., empresa de Bert. Ladeado por seguranças, Gaynor – um milionário paraplégico – oferece uma alta quantia em dinheiro para que Anita traga de volta um cadáver de 283 anos. Ao saber a idade do corpo, ela recusa o serviço: para funcionar, o ritual exigiria um assassinato, já que somente um sacrifício humano poderia ressuscitar alguém morto há tanto tempo.

Ainda sob o impacto do pedido de Gaynor, Anita recebe um telefonema de Dolph Storr, detetive responsável pela mais nova divisão policial, a Equipe Regional de Investigação do Sobrenatural. A presença da ressuscitadora é necessária em uma cena de crime, a fim de ajudar a identificar a criatura responsável pelas mortes. Depois de dar uma olhada no que sobrou das vítimas, a jovem conclui que se trata de um zumbi.

Para colaborar com a investigação da polícia, Anita pede a Manny Rodriguez, seu colega de trabalho na Ressuscitadores, Inc., que a leve até a casa de Dominga Salvador, a sacerdotisa vodu mais poderosa que ela já conhecera. Em um encontro tenso, Anita acaba despertando a raiva de Dominga, que promete lhe dar uma lição em breve. Enquanto isso, Gaynor coloca seus seguranças atrás da ressuscitadora, com a ideia de forçá-la a trabalhar para ele.

Como se não bastassem Gaynor e Dominga em seu encalço, Anita ainda precisa lidar com Jean-Claude, o mestre dos vampiros de Saint Louis, que a deseja como serviçal humana. Em uma obra repleta de ação, entremeada por violência e sangue, Laurell K. Hamilton envolve os leitores em uma teia de mistério, que prende a atenção com tanta habilidade que é difícil escapar da tentação de ler todas as páginas de uma só vez.

sangre

De Prazeres Malditos para O Cadáver que Ri, vamos notar sutis diferenças na tradução, enquanto que em Prazeres Malditos Anita era chamada de ressuscitadora, em o Cadáver que Ri optam por animadora, que é o termo correto, pois ela apenas reanima os corpos, não os ressuscita, pois os corpos não possuem alma, possuem apenas um pouco da memória humana. E o bar do Dave, o Dead Dave´s passou a ser chamado pela nomeclatura em inglês, porém no primeiro livro haviam traduzido o nome do local para Defunto Dave. Um outra coisinha que achei diferente foi o uso do termo garras ao invés de presas, realmente foi algo que me incomodou, porque para mim o que os vampiros possuem na boca são presas, garras pra mim são mais como unhas, enfim opção da tradução que não curti. Sim, sou leitora chata.

Mas quanto à estória O Cadáver que Ri é bem mais interessante que Prazeres Malditos, acho que por ser mais agitada ter mais elementos de sobrenatural e não ter mais tantos elementos bizarros como no livro anterior. Nesse livro a coitada da Anita sofre, já não bastava em Prazeres Malditos ela quase ter morrido na mão de Nicolaos e de seu animador morto-vivo em O Cadáver que ri Anita será perseguida por uma sacerdotisa vodu, por um gangster que quer porque quer que Anita reanime seu antepassado de mais de 300 anos e é claro ser perseguida pelo vampiro sedutor Jean Claude, o novo mestre da cidade que insiste que ela aceite seu papel de serviçal humana. Anita apanha, leva facada, leva tiro, mordida de zumbi, é sequestrada, jogam feitiço nela, é quase estrangulada e estuprada, ufaaaa. A coitada sai desse livro cheia de hematomas.

Nesse livro Anita vai se deparar com um lado dela que nem ela mesma conhecia. Vamos entender um pouco melhor de como ela descobriu que podia reanimar os mortos e entender um pouquinho melhor sua estória e da influência vodu na sua vida. Como vimos no livro anterior ela é uma pessoa que tem um forte senso de moral, mas nesse livro ela será obrigada a fazer algo que considera contra todos os seus princípios, porém depois de executar a ação que Anita considerava imoral, ela gosta da sensação. E isso é muito perigoso, tão perigoso que até o poderoso Jean Claude fica ressabiado com a Exterminadora. Será que é possível negar o que está em nosso sangue?. Quem não se animou muito com Prazeres Malditos eu sugiro que leiam O cadáver que ri, pois ele é bem melhor e te dá um gosto de querer continuar a série.

Outra ressalva novamente quanto a capa. A Anita não é loira!!!. Em Prazeres Malditos colocaram uma ruiva na capa, agora uma loira. Se essa capa da loira fosse de Prazeres Malditos dava para pelo menos disfarçar e dizer que era  Nicolaos na capa. Eu hein. Não curto capa que não segue a estória do livro. Continuo achando as capas feias e ainda não combinam com a estória que se passa. Parece que nem leram para fazer a capa. Se alguém tiver alguma explicação racional para essas capas me diga porque ainda não entendi a lógica.

Queria agradecer ao Mateus do blog Ourvices por ter me emprestado o livro para leitura.

Série Anita Blake, caçadora de vampiros

Site oficial: http://www.laurellkhamilton.org

  1. Prazeres Malditos (Guilty Pleasures)
  2. O cadáver que ri (The Laughing Corpse)
  3. Circo dos Condenados (Circus of the Damned)
  4. The Lunatic Cafe
  5. Bloody Bones
  6. The Killing Dance
  7. Burnt Offerings
  8. Blue Moon
  9. Obsidian Butterfly
  10. Narcissus in Chains
  11. Cerulean Sins
  12. Incubus Dreams
  13. Micah
  14. Danse Macabre
  15. The Harlequin
  16. Blood Noir
  17. Skin Trade
  18. Flirt
  19. Bullet

A autora nas mídias sociais.

      

AlexandrinaBx

31twitter  @alexandrina_ufc


E aí? Concorda, discorda? Chegou até aqui, deixe seu comentário é de graça e eu fico tãoooo feliz.

28 comentários :

  1. Esse é exatamente o tipo de livro que eu gosto.Já ouvi muitas críticas positivas a respeito dessa série, mas ainda não tive a oportunidade de ler.
    A resenha está ótima.

    ResponderExcluir
  2. Nossa esse livro parece bem interessante só pela capa eu lia.. eh mt linda e ahistória nem se fala

    ResponderExcluir
  3. É que ela está debaixo da agua e o reflexo do sol faz o cabelo parecer loiro -q
    kkkkkkk
    Explicações bobas a parte, a história parece interessante.
    Também não gosto de capas que não condizem com o personagem. Atualmente vi isso no livro O Milagre que na capa a Lexie é loira :(

    ResponderExcluir
  4. Apesar de não ser fã de vampiros admito que é uma sinopse bem instigante.

    ResponderExcluir
  5. Apesar de não ser fã de vampiros admito que é uma sinopse bem instigante.


    desconsiderem o post acima saiu do perfil do blog da minha irmã. --'

    ResponderExcluir
  6. Já li esse livro também, esta série é bem diferente, por isso gosto tanto. Anita sempre show, Jean Claud muito sedução, achei o terceiro livro bem melhor que os dois primeiros, se continuar nesse ritmo de um melhor que o outro, dá pra entender o sucesso.

    Eu também nunca entendi o pq dessas capas, acho que a terceira foi a que achei melhor... Pelo menos a guria da capa é morena. E a tradução, bem, já tinha ouvido falar que deixava muito a desejar... Vamos ver como a série e a editora continuam, espero que melhore cada vez mais, tanto na tradução, quanto na capa.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Temho esse livro tbm, falta apenas o terceiro, mas logo to comprando, basta apenas ele baixar o preço um pouco,claro!

    Sua resenha dá uma ideia geral do que encontrar na história e atiça a imaginação dos fãs de vampiros e dos que não são fãs também!

    Gostei muito, ainda mais por saber que tenho o livro, kkkk

    ResponderExcluir
  8. Leninha qual livro vc não tem??

    Dhiene e sim a traduçao tira mt da sensualidade do livro, a Laurell é discipula de Anne rice, e cm td bom vampiro sulino os dela são hiper sexies.

    ResponderExcluir
  9. Gostei da resenha, mas esta é uma série que não me atrai muito. Além de ser super longa... vou deixar passar por enquanto, quem sabe quando mais volumes forem lançados me animo a começar a leitura.
    Bjkas,

    Monique Martins
    MoniqueMar
    @moniquemar

    ResponderExcluir
  10. Esse lance de ressuscitar um cadáver de 283 anos parece ser assustador >___<

    ResponderExcluir
  11. A sinopse desse livro não me atrai, nem a capa, que poderia ser feita de uma maneira melhor, né?
    Não sei, eu não compraria se visse numa livraria.

    Mas a sua resenha ficou mt boa. :D

    ResponderExcluir
  12. Gostei da temática do livro!
    Também não curto capas que não parecem em nada com os livros! =/
    Parabéns pela resenha!
    Bjs
    Elidiane Ferreira da Silva'

    ResponderExcluir
  13. Mais um livro de sangue rsrssr é assim como chamo os livros vampirescos de hoje em dia.

    Queria que esse livro fosse sorteado :/

    ResponderExcluir
  14. Adoro a série e o desenvolvimento da relação de Anita e Jean-Claude.

    ResponderExcluir
  15. Nossa eu quero muito ler esse livro. Eu tenho o 1 "Prazeres Malditos" é muito bom. Adoro os personagens dessa série.

    ResponderExcluir
  16. Aff 19 livros e só lançaram o 2° a pouco tempo.
    Não vou ler a série tão cedo.
    Ontem eu vi esse livro na Saraiva, é lindo apesar da tintura instantânea na Anita.
    Ahhh Jean Claude...

    Eu acho que vo gostar da história apesar dos escorregões da tradução.

    Bye

    ResponderExcluir
  17. Também não consigo imaginar garras como algo além de unhas e talz. hehe

    Algumas pessoas tem me falado dessa série.
    acho que está na hora de começar a ler :p

    (:

    ResponderExcluir
  18. Já ouvi muito falar nessa serie... mas livros da Rocco são tão carinhos...

    Adorei a resenha!!!


    @tatymagnago

    ResponderExcluir
  19. Ótima resenha!
    Amo livros com vampiros!! E esse parece ser muito bom!! :)
    Beijos - Grazi

    ResponderExcluir
  20. Que série grande,né!!
    É triste quando eles mudam as capas, que não tem nada a ver com os personagens... Odeio quando eles fazem isso nas adaptações dos filmes tbm...
    Pena que a publicação tá começando só agora em portugês...

    ^^

    ResponderExcluir
  21. Taty books concordo livros da Rocco são caríssimos.

    ResponderExcluir
  22. Lendo e comparando as resenhas, esse livro parece bem mais interessante que o primeiro mesmo, parece haver mais ação, suspense e mistério! Adorei sua resenha e o sanguinho pingando aí em cima, adorei!

    ResponderExcluir
  23. Não sei se terie coragem de ler esse livro, sou um pouco medrosa...
    Concordo com você, a capa não tem muito a ver com a história...

    ResponderExcluir
  24. Depois das críticas negativas que li sobre o livro anterior, essa resenha me animou um pouco para começar a ler a série. Eu também não sei qual lógica utilizam nessas capas... rs

    ResponderExcluir
  25. Adorei a resenha. A protagonista parece sofrer muito mais nesse livro.
    Esperava que ela tivesse ao menos um aliado para enfrentar tantos obstáculos.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...