quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Qual o seu número? – Karyn Bosnak

 Qual o seu número                                                                                                                     Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dela. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer o passado e começar uma linda história de amor? Qual Seu Número? revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.

Primeira resenha do ano...ÊÊÊÊÊÊ...E lógico que não podia ser outra coisa senão um Chick-lit. “Qual o seu número?”,foi uma grata surpresa para mim,pois depois de ler os livros da Becky Bloom,acabo inconscientemente comparando todas as personagens a ela e me frustrando um pouco. Mas a Delilah não deixou nem um pouco a desejar no quesito loucura.

Com uma narrativa em primeira pessoa, somos apresentados a Delilah nossa personagem principal que jura que tem TDAH não diagnosticado,e se considera uma mulher fácil.

Delilah tem 30 anos está desempregada,já namorou e dormiu com 19 caras,mas não tem nenhuma perspectiva de casamento em um futuro próximo. Depois de descobrir que a média de homens para uma mulher de 30 anos é 10,5, Delilah estabelece uma meta para si,a de não ultrapassar o número 20. Pena que uma noite de bebedeira não ajuda Delilah a cumprir essa meta. Agora Delilah vai correr atrás de todos os ex da sua vida e encontrar o cara perfeito com a ajuda de Colin, seu vizinho irlandês gato com uma barriguinha de tanquinho e pernas torneadas (Adoro um mocinho irlandês).

Ri demais com as loucuras que a Delilah cometeu, principalmente porque ela arruma cada desculpa estapafúrdia paro que está fazendo e tem total convicção de que vai dar certo que é cômico, as conversas que ela tem com ela mesma, são no mínimo hilárias. Senão bastasse uma mocinha louca, ainda temos o tudo de bom, gostoso e perfeito do Colin o vizinho aspirante a ator e com uma veia de detetive que se dispõe a ajudar e está sempre preocupado com o bem estar da Delilah.

Com uma diagramação maravilhosa, recheado de mapas, notas de rodapé, parênteses, bilhetes e recadinhos, e com uma trilha sonora pra cada namorado não existe maneira de não amar o livro.

P.S:Não recomendo a leitura do livro em locais públicos, pois ele vai lhe causar um grande constrangimento,pode acreditar.

P.P.S:Acho que todo mundo já sabe que existe o filme “Qual o eu número?”, mas quem assistir vai perceber que os dois são um pouco diferentes.

Aproveite e confira outros Chick-lits no Blog e comente.

2 comentários :

  1. Eu tenho muita vontade de ler este livro mesmo não sendo a minha preferência em termos literários, acho que deve ser uma leitura bem leve e divertida. Delilah deve render muitas risadas!

    ResponderExcluir
  2. Preciso ler esse livro pra ontem.... adorei a resenha Rafinha.

    Bjs,

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...