sexta-feira, 6 de julho de 2012

Memórias de um vendedor de mulheres - Giorgio Faletti


Memórias de um Vendedor de Mulheres
Memórias de um Vendedor de Mulheres
Giorgio Faletti
Sinopse

1978. Enquanto a Itália vive os dramáticos dias do sequestro do seu ex-primeiro-ministro Aldo Moro, Milão, esgotada pelos confrontos políticos e ameaçada pela criminalidade, prepara-se para se entregar aos prazeres excessivos dos anos 1980.

Para a rica sociedade milanesa, que passa os verões em Santa Margherita e Paraggi, as diversões se tornam cada vez mais extremas, em um clima de fim de império. É nesse ambiente que são conduzidos os negócios de um homem enigmático e fascinante, vítima de uma mutilação causada por sua insolência. Todos o conhecem como Bravo. Ele trabalha com mulheres. Vendendo-as. Sua existência é uma longa noite em claro partilhada com desesperados. O único ser humano com quem parece ter uma relação normal é Lúcio, seu vizinho cego.

Em comum, eles têm a paixão pelos criptogramas. O surgimento repentino de uma garota, Carla, torna a despertar em Bravo sensações que ele acreditava adormecidas para sempre. Na verdade, este é o início de um pesadelo que o transformará em um homem procurado pela polícia, pelo serviço secreto, pelo crime organizado e pelos militantes das Brigadas Vermelhas.

Para se salvar, ele poderá contar apenas consigo mesmo. O mundo real exige sua presença e o põe diante da violência do seu tempo. Trata-se de algo tão sinistro que faz seus tráficos torpes parecerem puros como água cristalina.

Giorgio já havia me surpreendido com sua escrita eletrizante em Eu sou Deus. Esse livro não poderia ficar atrás. Impressionante. O autor nos brinda com um livro muito bem escrito. Sua sutileza na descrição dos fatos é impressionante e apaixonante.

O livro começa com a frase impactante de Bravo. “Eu me chamo Bravo e não tenho pau.” Se o autor com isso queria chamar a atenção ele conseguiu.  Vamos acompanhar no decorrer da leitura a história de Bravo e como ele tornou-se um vendedor de mulheres (cafetão).  E claro como ele foi castrado e por que.

Bravo consegue acompanhantes de luxo para clientes ricos. Suas acompanhantes são modelos belíssimas que por um motivo ou outro querem (ou necessitam) do dinheiro que esses encontros oferecem.  No desenrolar da história Bravo é envolvido em uma sucessão de crimes, em que entra como mero coadjuvante, mas que o deixa enroscado em uma teia que parece não ter saída.

Percebe também que nem tudo que parece é. E que o que acreditava como certo pode não ser tão certo assim. Vai precisar de muito jogo de cintura para sair dessa roubada.

Preciso frisar que adorei os criptogramas. Muito bons.

Parabéns ao autor por ter conseguido soltar uma bomba no final que eu realmente não esperava. Fechou com chave de ouro o livro. E claro, ele não seria Faletti se não nos deixasse com um gostinho de quero mais.  Quando vem o próximo livro??? 

Um comentário :

  1. As poucas resenha que li sobre o livro me interessaram bastante. Quero ver se consigo ler também.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...