quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Resenha - Dezenove Luas - Beautiful Creatures #4 - Kami Garcia, Margaret Stohl


 

Título: Dezenove Luas - Beautiful Creatures #4
Autor(a): Kami Garcia, Margaret Stohl
Editora: Galera Record
Número de Páginas: 322



Sinopse:



“ Emocionante final da saga Beautiful Creatures, que vendeu mais de 60 mil exemplares apenas no Brasil. Nesse novo volume, após ter se sacrificado para restabelecer a Ordem das coisas e salvar o mundo de um apocalipse iminente, Ethan precisa encontrar uma forma de retornar do mundo dos mortos e reencontrar Lena, seu único e grande amor. Enfrentando velhos inimigos e fazendo aliados improváveis, ele precisa acreditar que o verdadeiro amor conquista tudo. Será? ”

 



Resenha



“ Eu me agarrei à voz, porque era familiar e eu a teria reconhecido em qualquer lugar.

E porque tinha som de lar, com caos e tudo. ”



Um final surpreendente!

Já tinha terminado Dezoito Luas querendo matar as autoras, e quando comecei a ler Dezenove Luas foi que o desespero da leitora veio de forma brutal! #SendoUmPoucoDramática

Tirando o pesadelo que vivi ao decorrer da leitura, tudo por causa do meu amor pelo Ethan Wate, a série foi digna de ser aplaudida de pé! Não é todo autor que sabe levar os acontecimentos sem se perder pelo caminho. Kami Garcia e Margaret Stohl estão de parabéns! #TodosAplaudem





Depois de se sacrificar para que a Nova Ordem não se instalasse, Ethan se encontra sozinho no Outro Lado confuso e perdido.

Com o sacrifício o mundo Mortal e Conjurador voltam ao seu equilíbrio. E sabem que todo sacrifício tem o seu preço!

Vagando sozinho, Ethan se depara com duas pessoas tão importantes e queridas por ele: sua mãe e Tia Prue.

Ethan não se conforma de ter que “viver” longe de Lena, por isso irá tentar de todas as maneiras voltar para as pessoas que ama.

Ridley desaparece, sem deixar rastros.



“ Eu nunca tinha estado sozinho. Nem por um minuto. Eu posso ter sido um Obstinado, mas meu caminho estava cheio de pessoas que me amavam. Elas eram o único caminho que eu conhecia. ”



Durante sua jornada, Ethan encontra muitos desafios e dificuldades.

Consegue descobrir uma forma de voltar, sem ter a certeza de que no final tudo dará certo.

Não será nada fácil, pois acarretará muitas perdas sem que se possa reverter.

Lena começa a receber mensagens de Ethan de uma forma bem inteligente, e precisa da ajuda de todos os amigos para descobrirem o significado de suas palavras.
Ethan consegue aliados inusitados e amigos nessa jornada tão perigosa.



John Breed depois de ter conseguido se livrar de Abraham, se aliou com a família de Lena, para tentar ajudar Ethan a voltar para casa. Liv também se esforça para descobrir qualquer coisa, que possa reverter essa confusão. Pois a morte de Ethan foi um erro.



Abraham dispensa quem não lhe serve mais, e continua a espreita de uma oportunidade para retornar, e com planos malignos juntamente com Angelus (um Guardião dos Registros Distantes), que é da mesma laia perversa e cruel que seu aliado.



Será que Ethan conseguirá mudar o que já aconteceu, e voltar para os braços de sua amada?

E Lena, juntamente com seus amigos, a sabedoria de Amma e os poderes da família Ravenwood, irão conseguir mudar o destino?



A cada livro eu adoro ainda mais a Ridley!

Seu jeito engraçado e sarcástico de ser, se destaca por si só com suas roupas rosa muito curta e seu jeito de "não estou nem aí pra ninguém!".

Seu inseparável pirulito de morango trazendo a Sirena sem consequencias, pois depois de ter perdido seus poderes, não foi nada fácil voltar a ser Mortal. Para ela era um tédio! Uma personagem intrigante, mas que no fundo só queria ser amada e aceita.



 Tem um ponto. Eu não sei qual é, mas tudo o que tinha, e tudo o que tinha perdido, e tudo o que eu senti – significou alguma coisa. Talvez não haja um significado para a vida. Talvez só se tenha o significado de viver. Foi isso que eu aprendi. É isso o que eu vou fazer daqui pra frente. Viver. E amar, piegas como soa. ”



O relacionamento de amor e ódio de Link e Ridley é uma das partes que mais gosto na estória.
Divirto-me demais com esses dois. A estória não fica aquela tensão o tempo todo sabe? Tem a “quebra” que deixa tudo ainda mais incrível.
As santinhas da High School de Gatlin não suportavam a Ridley, eu bem imagino do por que. rs.



Dezenove Luas têm aquela mistureba de acontecimentos, cenários e coisas sobrenaturais, ação na medida certa, suspense e descobertas que irão esclarecer muitos fatos importantes.

Despeço-me dessa série com muita tristeza e ainda mais alegria, porque tinha plena certeza de que as autoras não iriam me decepcionar e fariam um final espetacular!



 Eu acho que é sobre isso a jornada de um herói. Você pode não começar como um herói, e você pode até não terminar desse jeito. Mas você mudou, o que é o mesmo quando tudo muda. A jornada transforma você, você sabendo ou não e você querendo ou não. ”



Série Beautiful Creatures:


1- Dezesseis Luas (2011)
2- Dezessete Luas (2011)
3- Dezoito Luas (2013)
4- Dezenove Luas (2013)
 


 
Meu casal favorito! 






0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...