terça-feira, 10 de dezembro de 2013

O Dom - James Patterson





Sinpse:

Os irmãos Allgood nunca desistem de lutar contra os poderes autoritários e desumanos d’O Único Que É O Único, mas, agora, eles estão sem Margô — a jovem e atrevida revolucionária; sem Célia — o grande amor de Whit; e sem seus pais — que provavelmente estão mortos... Então, em uma tentativa de esquecer suas tristes lembranças e, ao mesmo tempo, continuar seu trabalho revolucionário, os irmãos vão parar em um concerto de rock organizado pela Resistência onde os caminhos de Wisty e de um jovem roqueiro vão se cruzar. Afinal, Wisty poderá encontrar algo que lhe ofereça alguma alegria em meio a tanta aflição, quem sabe o seu verdadeiro amor... Mas, quando se trata destes irmãos, nada costuma ser muito simples e tudo pode sofrer uma reviravolta grave, do tipo que pode comprometer suas vidas. Enquanto passam por perdas e ganhos, O Único Que É O Único continua fazendo uso de todos os seus poderes, inclusive do poder do gelo e da neve, para conquistar o dom de Wisty... Ou para, finalmente, matá-la.

Resenha:

Whit e Wisty como era de se esperar continuam fugindo do Único que é o Único e armando a maior confusão e escorregadios como são sempre conseguem escapar não sem terem sofrido o primeiro baque,a perda de Margô,mas quem achou que eles se deixariam abalar se enganou,mesmo sentindo a perda da amiga eles continuam na luta para achar seus pais e Célia. No meio de tanta confusão e tanto vai e vem eles acabam indo a um concerto de rock organizado pela Resistência para se divertirem um pouco e esquecer momentaneamente os problemas da vida coisa que já está impregnada nas células deles e nesse show Wisty acha que encontrou o grande amor de sua vida..mas só acha...

Bom...comparando O Dom com Bruxos e Bruxas,apesar de esse segundo livro ter um pouco mais de aventura ,gostei bem mais do primeiro,nesse segundo livro a Wisty tá muito cheia de mimimi e isso é uma coisa que me irrita profundamente e outro ponto a ser comentado é essa obsessão que o Whit tem pela Célia,OI?? elá tá morta meu querido!!!
Me surpreendi em parte com Byron cara de fuinha ou não,ainda não encontrei um sentimento pra defini-lo,sempre fiquei com o pé atrás com ele,mas que era engraçado as partes com ele e a Wisty isso era sim,gostava mais dele como fuinha >.<.

Tive a impressão que o James Patterson se perdeu em algumas partes (ou na maioria delas),ele começa com uma ideia e muda de uma hora pra outra tenta voltar mais ai já é tarde demais,ele acaba se enrolando mais e mais e perde mais e mais o fio da meada.Tô bem ansiosa pra saber o que ele vai inventar para o próximo livro e ao mesmo tempo com medo do que vem por ai...


Título: O Dom 
Autor: James Patterson
Editora: Novo Conceito
Número de páginas: 288
Classificação: 3/5  


 Anne Viana


0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...