segunda-feira, 26 de maio de 2014

A Filha do Louco - Megan Shepherd

 

Sinopse:



Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família. ”



Resenha



Numa família de classe alta, com o pai respeitado pela comunidade medica, por ser o mais celebre fisiologista da Inglaterra, viviam na opulência também sua mãe e sua filha Juliet.

E quando o escândalo estourou a família se desfez.

Os mesmos homens que freqüentavam a casa do Dr. Moreau, foram os mesmos que alimentaram o escândalo, que acabou com a carreira e com a família do medico, acusando-o de monstro e louco.

Enquanto o pai fugia, mãe e filha agüentavam os “amigos” virando as costas, a Igreja fechando as portas e o governo confiscou a casa e o patrimônio deixado pelo Dr. Henry Moreau.

Dentro dessa ruína total, Juliet com 10 anos e a mãe, para a sobrevivência das duas, se prostituiu, contraiu tuberculose e morreu, deixando Juliet sozinha, sem fortuna, sem “amigos” e apontada por todos como A Filha do Louco, que fazia experiências proibidas com seres vivos.



Juliet arranjou o único emprego de faxineira no hospital universitário King´s College.

Não sabia se seu pai estava vivo ou morto. Mas o destino sempre dá o seu empurrãozinho.

Por conta dos problemas que seu pai lhe deixou, ela não estava segura em lugar nenhum.

Nas suas tarefas, ela se depara com um diagrama (que era de seu pai) nele tem um endereço, que para ela pode ser onde seu pai está.

Montgomery retorna a vida de Juliet, através desse endereço que supostamente seria de seu pai.

Ele sempre exerceu um fascínio sobre ela,  desde que eram crianças e agora adultos a atração ficou ainda mais forte.

Mas dada a condição de criado da casa, ele não é capaz de demonstrar o que sente abertamente, mas de uma maneira sutil, velada, o que enternece ainda mais o coração de Juliet.

Alguma coisa lhe diz que seu pai está vivo, e mesmo depois de tudo o que ele fez sua mãe e ela passar, não irá desistir de encontrá-lo.

Juliet descobre o paradeiro de seu pai, numa ilha distante e viaja para lá na companhia de Montgomery, sem nenhuma perspectiva do que poderá encontrar. Um paraíso verde, mas com muitos perigos.

Como será o reencontro de pai e filha?

E o doutor louco, continua a sua obra inacabada ou não?



“ - Não estamos falando sobre o que é ou não verdade, Juliet. Estamos falando sobre as coisas nas quais as pessoas querem acreditar – disse ele, com esfregando a testa. – Você ainda é jovem. Não sabe o quanto o mundo pode ser injusto. ”


A Filha do Louco foi o livro que levei mais tempo pra ler.

Ele não prende o interesse do leitor.

É monótono, pouco romântico, muito trágico e até mórbido por conviver com seres que lembram pessoas e bichos aglutinados.

Essa história me lembra muito O Médico e o Monstro, que li faz tempo, mas não lembro quem é o autor.

Nesse tipo de literatura só se salva a imaginação fértil da autora.

Mas como vi por aí, muitos gostaram. Eu não pretendo ler a continuação.


 
Título: A Filha do Louco
Autor(a): Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 416

0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...