quinta-feira, 4 de junho de 2015

Indo Longe Demais

Capa Comum: 308 páginas
Autora: Tina Seskis
Editora: Record
Idioma: Português
Sinopse:
Emily Coleman tem uma vida aparentemente feliz, um filho adorável e um marido perfeito, mas, numa certa manhã, decide deixar tudo para trás... Para onde ir agora? O que fazer? Emily está perdida, sozinha no mundo e, por mais que ela tente, não consegue fugir de um passado perturbador. Com uma narrativa ágil e instigante, Tina Seskis conduz o leitor por frustrações, medos e traumas da protagonista que, depois de uma reviravolta em sua vida perfeita, decidiu que o melhor a fazer seria fugir do próprio destino. Com um final surpreendente e uma trama de tirar o fôlego, Indo longo demais é um suspense fascinante, que prende o leitor do início até a última página.
Indo Longe Demais, da autora Tina Seskis inicia-se com Emily Coleman desviando-se de sua vida, deixando sua família, removendo-se do seu caminho e se conduzindo a uma nova vida. Nós não sabemos o real motivo. A autora apenas nos mostra que ela está em desordem emocional sobre a causa real que a motivou a essa fuga e mais nada, além disso, nos é revelado.
No desenvolvimento da narrativa, voltamos quase 30 anos no tempo, atingindo o nascimento de Emily e descobrindo que ela tem uma irmã gêmea. Se a partir de natureza ou a criação, os caráter destas duas irmãs são opostos - Emily é a criança tranquila e feliz e sua irmã Caroline é rejeitada, áspera e desconta sua raiva em sua irmã gêmea, sua família e o mundo. Nesse ponto da narrativa, a história fica intercalando entre o passado e presente, e vamos conhecendo vários pontos de vista, desde a história no ponto de vista da Emily, de seu marido Ben, Caroline, seus pais e sua melhor amiga Angel. A história se desdobra em fragmentos e Emily torna-se Cat e nesse momento o leitor tenta decifrar o episódio aterrorizante, os segredos obscuros que a motivaram a fugir do que parecia ser uma vida feliz. Posso dizer que não é um livro feliz e cheio de flores, com pessoas felizes e final agradável - Emily como Cat é deveras autodestrutiva, faz escolhas realmente desagradáveis. Era realmente impossível sentir empatia com ela. Eu não posso dizer muito mais sobre o livro ou corro o risco de contar toda a história.
O enredo foi desenvolvido em 1º pessoa, onde podemos ler a narrativa de Emily e em 3º pessoa, quando a história é colocada em flash back. A capa achei interessante, mas não acredito que tenha combinado muito com a história.
Particularmente gosto muito de livros que envolvam mistério, pois amo tentar adivinhar o final os mesmos e o desfecho desse foi com efeito inesperado.  Várias vezes me senti provocada a ler à frente apenas para saber o que aconteceu, mas eu resisti bravamente e acabei por deixar a trama acontecer. Uma vez que os segredos foram sendo declarados tive que voltar atrás em algumas páginas e reler certas passagens para ver se eu tinha deixado de ler alguma coisa ou se estava sendo ludibriada pela autora.
Então fica a dica moçada, de você gosta de livros que apontam para a direção mais sombria do sentimento humano e aprecia thrillers psicológicos com certeza você vai mergulhar de cabeça nesse livro.

0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...