quarta-feira, 24 de junho de 2015

Ligeiramente Maliciosos - Os Bedwyn # 02 - Mary Balogh


Ligeiramente Maliciosos - Os Bedwyn # 02 - Mary Balogh

Sinopse:

“Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima.

Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor.
Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith.
Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora?
Neste segundo livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos conquista com mais um capítulo dessa família que, em meio ao deslumbramento da alta sociedade, busca sempre o amor verdadeiro.”

Resenha

Judith Law vem de uma família de muitos irmãos, o pai é um rigoroso pastor, com uma educação austera. Problemas na família e também financeiro, fez o pastor “mandar” uma de suas filhas, para orar em definitivo com sua irmã, em outra localidade. Judith se ofereceu e todos concordaram. Na casa da sua tia ela sabia que trabalharia sem descanso e nem lazer. Na viagem até a casa da tia, enquanto a diligência sacolejava por uma estrada lamacenta e esburacada, ela devaneava, até que sentiu a diligência tombar de lado e todos ficarem amontoados, uns sobre os outros.

Depois que todos foram retirados do veiculo avariado, todos ficam ao relento, rezando para a chuva não chegar, fazendo curativos, enfaixando os que se feriram na queda, sem nenhuma perspectiva de continuar a viagem ou serem socorridos. Todos os passageiros estão nesse impasse, quando um cavaleiro aponta distante e chega a aquele amontoado de gente ferida, enlameada, desesperados.

''Você é um Bedwyn, afinal de contas, e os Bedwyns sempre levam seus deveres a sério, não importa o que mais se possa dizer sobre eles.''

Ralf Bedard se prestou a levar a levar a noticia a cidade mais próxima e carregar em seu cavalo alguém que quisesse se adiantar na viagem. E ofereceu diretamente a Judith, por quem se encantou, enquanto a observava durante a ligeira conversa que tivera com o cocheiro incompetente. Judith sabendo da vida que a esperava, sabendo também que nunca teria a chance do seu devaneio se tornar realidade, aceitou a carona e foi içada por braços fortes que lhe colocaram em seu cavalo na frente do cavaleiro. De repente se sentiu incomodada com tamanha intimidade.

Um dos braços a envolvia na cintura, seu ombro e braço tocavam o peito do cavaleiro e seus joelhos a envolviam de ambos os lados. E esse trajeto seria de cinco quilômetros. Daí se apresentaram, ambos com nomes falsos. E enquanto conversavam sobre o lombo do cavalo, ele a beijou, não um beijo longo, mas o suficiente para deixa-la sem ar e sem chão. Nunca estivera tão perto de um homem e em seus vinte e dois anos, nunca fora beijada.

Finalmente chegaram à estalagem e Ralf, que na verdade era o Lorde Rannulf Bedwin, pagou todas as despesas, incluindo um quarto para os dois. E mais uma vez Judith se questionou se deixaria tudo acontecer entre eles naquele quarto. Sabendo que nunca, jamais, ela teria de novo a mesma sorte se permitiu ser feliz por uma noite nos braços de seu cavaleiro e também ter o que recordar. E assim foi. Mas aquele sonho era insustentável e ela fugiu. Onde Rannulf encontrará Judith novamente? E como será esse encontro?

Mais um livro maravilhoso da Mary BaloghVale a pena lê-lo! Ah! Você precisa saber quem é a “noiva” do Lorde. Você não vai acreditar!
 ''[...] O amor não é físico, mental ou emocional. É maior do que qualquer uma dessas coisas. É a verdadeira essência da própria vida, não concorda? Esse grande mistério que não se pode expressar, que passamos a compreender melhor através da descoberta do ser amado.''

Título: Ligeiramente Maliciosos - Os Bedwyn # 02 
Autor(a): Mary Balogh
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 280


0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...